Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Grade de Programação

Domingo, 18 de Agosto

ABERTURA DA EMISSORA

MICRO MACRO

MICRO MACRO 16

PROGRAMA QUE MOSTRA PROJETOS NO CHILE, SAO PAULO E OPINIAO DE ESPECIALISTAS.
Conheça o Programa
livre
VAMOS PEDALAR IV

VAMOS PEDALAR IV - 02

Nesse primeiro bloco fomos conhecer o trabalho de Marcos Perassolo, um restaurador, talvez mais que isso, um artista. Marcos já perdeu as contas de quantas bicicletas voltaram ao original nestes 30 anos de ofício. Nada coo escutar boas histórias. Depois o nosso especialista Mário Canna vai falar sobre luzes para sua bike. Como é importante para sua segurança. Já no segundo bloco conversamos com a Duda, Eduarda Penso voltou da China com uma vaga garantida para os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018. Da brincadeira de infância à paixão pela modalidade, Eduarda, conhecida hoje como Duda BMX, está na elite do esporte. Fomos conhecer essa história. Fomos conhecer como se fabrica alforjes para bike com a Priscila Moreno da Alforjaria. No último bloco vamos conversar com Bruno Covas, prefeito da cidade de São Paulo, que pedala para manter a forma e se divertir.
Conheça o Programa
livre
SAUDE BRASIL

BIOSSIMILARES - ONCOLOGIA

O universo de medicamentos caminha de forma cada vez mais personalizada na área da oncologia. Os tratamentos, principalmente os medicamentos biológicos, tem mudado o curso do câncer. Porém, estão cada vez mais caros, levando muitas pessoas a não terem acesso a essas tecnologias. Mas, felizmente, está surgindo uma nova classe de medicamentos, os Biossimilares. Eles vêm para contribuir e aumentar o acesso dos pacientes a esses tratamentos.
Conheça o Programa
livre
VIOLA, MINHA VIOLA 2018

INEZITA REGIONAL (VIOLA 2018)

Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca o trabalho de acompanhamento de Robertinho e o Regional. Participam deste programa: Inezita Barroso, Robertinho, Joãozinho, Arnaldo Freitas, Adauto Santos, Regional.
Conheça o Programa
livre
MISSA DE APARECIDA - MISSA DE APARECIDA - BLOCO ÚNICO.
livre
SR. BRASIL

SR. BRASIL 547

Conheça o Programa
livre
MUNDO MUSEU  I

02 - MALBA

BUENOS AIRES É O PRINCIPAL DESTINO DOS TURISTAS BRASILEIROS NO EXTERIOR E UMA DAS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DA CIDADE É O MALBA, MUSEU DE ARTE LATINO-AMERICANA DE BUENOS AIRES – UMA INSTITUIÇÃO QUE NASCEU DE UMA COLEÇÃO PRIVADA. EDUARDO COSTANTINI FEZ FORTUNA COM NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS E NO MERCADO FINANCEIRO. APAIXONADO POR ARTE, FORMOU UMA DAS MELHORES COLEÇÕES DO MUNDO E REALIZOU O SONHO DE DIVIDIR ESTAS OBRAS COM O PÚBLICO DE TODO O MUNDO. ASSIM NASCE O MALBA, QUE TEM OBRAS DE ARTISTAS COMO OS MEXICANOS FRIDA KAHLO E DIEGO RIVERA, O COLOMBIANO FERNANDO BOTERO, O ARGENTINO ALEJANDRO XUL SOLAR E BRASILEIROS COMO CÂNDIDO PORTINARI, EMILIANO DI CAVALCANTI, HÉLIO OITICICA E TARSILA DO AMARAL, PRESENTE COM UMA DAS OBRAS MAIS IMPORTANTES DA ARTE BRASILEIRA, O “ABAPORU”.
Conheça o Programa
livre
AGROCULTURA

AGROCULTURA - 13

VOCÊ VAI VER NO PROGRAMA AGROCULTURA DESTA SEMANA: A PRODUÇÃO DE FLORES TRANSFORMOU HOLAMBRA, NO INTERIOR PAULISTA, EM UM DOS DESTINOS MAIS ROMÂNTICOS E CHARMOSOS DO ESTADO. A INSPIRAÇÃO VEIO DESTE PARAÍSO FLORIDO, A HOLANDA, NA EUROPA, MAIOR PRODUTORA DO MUNDO. E UMA PLATEIA FORMADA POR COMPRADORES LOTA ARQUIBANCADAS PARA VER UM ESPETÁCULO CURIOSO: UM LEILÃO DE PLANTAS INSPIRADO EM UM MÉTODO HOLANDÊS.
Conheça o Programa
livre
CONCERTOS MATINAIS

CONCERTOS MATINAIS 76

Conheça o Programa
livre
BRASIL TOCA - CHORO

BRASIL TOCA - CHORO - 03 - SOPROS

Com o tema Sopros, este programa destaca obras de compositores como K-Ximbinho, Paulo Moura, Abel Ferreira e Severino Araújo, entre outros
Conheça o Programa
livre
JAZZ SINFÔNICA BRASIL  2018

JAZZ SINFÔNICA BRASIL - PGM07 - TEMPORADA 2 - MARCELO RAMOS

Conheça o Programa
livre
NELLA, UMA PRINCESA CORAJOSA

NELLA, UMA PRINCESA CORAJOSA - 18

A mais extravagante de todas: A prima chique de Blaine, Olivia, faz uma visita ao castelo e questiona a habilidade de Nella de ser tanto uma princesa, quanto uma amazona. Prática leva à perfeição: Quando Nella perde um torneio de cavaleiros, ela está disposta a praticar para melhorar suas habilidades.
Conheça o Programa
livre
GALINHA PINTADINHA MINI

AU AU PIU PIU - 02

Au Au, Piu Piu / Ovo Surpresa (Guarda-chuva) / A Magia do Espelho / Pescaria de Cores (Vermelho) / Hora da Música (Pimpom) Au Au Piu Piu O Pintinho Amarelinho vai conhecer um cachorrinho e na confusão eles acabam trocando de personalidade. A Magia do Espelho A Madrinha deixa um espelho mágico com a Borboletinha e o Borboleto, e eles acabam em um mundo onde tudo existe em dobro e não sabem como sair. Ainda bem que a Madrinha aparece para ajudá-los.
Conheça o Programa
livre
BUBU E AS CORUJINHAS

O GRANDE DIA

As corujinhas estão animadas, aguardando a tão esperada chegada do Vovô e da Vovó Coruja para o Dia da Família. Eles pensam no que podem fazer para comemorar este dia tão especial, e lembram que o Vovô e a Vovó sempre contavam a fábula “A Cigarra e a Formiga. Decidem, então, encenar uma peça sobre esta história. Bubu será a cigarra, Biel a formiga e Bonie a diretora. Vovô e Vovó chegam, todos fazem um piquenique e depois o trio encena a peça. Bubu esquece sua fala e some no meio da peça. A família busca Bubu e a encontra triste por ter esquecido o texto. Enquanto a consolam, Vovó e Vovô contam que compreender a história é muito melhor do que apenas decorar. E como Bubu havia compreendido direitinho a história, ela retorna ao palco e, juntamente com os irmos, finalizam a linda apresentação. No ninho, a família toda se aconchega e Mamãe Coruja canta a música “Parabéns!”.
Conheça o Programa
livre
COCORICÓ III

COCORICO III - 68 - O QUE SERÁ QUE TEM NA CAIXA?

LOLA RECEBE UMA CAIXA QUE FICOU PERDIDA DESDE QUANDO ELA TRABALHAVA NO CIRCO. CADA UM DELES IMAGINA O QUE HAVERÁ NA CAIXA PARA DEIXAR LOLA TÃO EMOCIONADA. QUANDO ABRE, É UM POUCO DE SERRAGEM DO PICADEIRO
Conheça o Programa
livre
COCORICÓ III

COCORICO III - 69 - A FADINHA DO DENTE

O dente de Toquinho está mole e ele reclama muito. Júlio tenta convencê-lo de que a queda do dente de leite é legal porque a fadinha do dente traz presentes.
Conheça o Programa
livre
TURMA DA MÔNICA

A COZINHA JÁ NÃO É UM LUGAR SEGURO

Barulhos estranhos fazem a Mônica e Magali acreditarem que a pia da cozinha está assombrada.
Conheça o Programa
livre
TURMA DA MÔNICA

A MÁQUINA DE LAVAR ASSOMBRADA

Quando o Cascão vai dormir na casa do Cebolinha, a noite chuvosa o deixa apavorado. E quando vão para a cama, tudo piora com o barulho molhado que vem da lavanderia. É apenas a máquina de lavar roupa. Ou será que não? Tem alguma coisa estranha aqui..
Conheça o Programa
livre
VIVI VIRAVENTO

VIVI VIRAVENTO - 12

Em Chengdu, na China, Vivi, Mochilão e Lanterninha conhecem Chan, um urso panda apaixonado, que anda com a cabeça nas nuvens de tanto pensar na Panda Lee. Enquanto Vivi e sua turma procuram distraí-lo dessa paixão, não percebem que um terrível dragão está prestes a atacar.
Conheça o Programa
livre
BOBOLÂNDIA MONSTROLÂNDIA

QUEM RI POR ÚLTIMO

Franco tem um aplicativo de celular que conta piadas engraçadas, Otto fica com inveja e está disposto a ser o mais engraçado da turma. Ele começa a ler um livro de piadas, mas este livro mágico sai do controle. Quando o livro conta a Piada mais Engraçada de todas e todos os seus amigos não param de rir, Otto e Lobi precisam tomar uma atitude
Conheça o Programa
livre
PLANETORAMA

BORG

Musco, Pudim e Ulisses chegam a um planeta onde tudo é certinho, regrado e organizado e todos os habitantes se parecem com lhamas. Musco é confundido com um fora da lei e é preso em seu lugar. Além de coletar algumas pedras krongongs para realimentar o radar sonante da nave para continuar viagem, Pudim e Ulisses terão que encontrar o verdadeiro mal feitor e livrar seu querido amigo Musco da punição através do sacolejamento.
Conheça o Programa
livre
BORIS E RUFUS

GAME OVER

DURANTE UMA BRINCADEIRA, RUFUS SE ESCONDE NO MISTERIOSO PORÃO DA CASA DE JENNIFER. BORIS E LEOPOLDO RESOLVEM PROCURAR O FURÃO, MAS MAL SABIAM QUE SERIA NECESSÁRIO ENFRENTAR A FÚRIA DE MONSTRO, O FLIPERAMA QUE NUNCA MORRE.
Conheça o Programa
livre
SEU CÃO É UM GÊNIO?

03 - SEU CÃO É UM GÊNIO?

Cachorros e humanos tem um vínculo social diferente entre as espécies do planeta. Mas como o seu cão se sente em relação a você? Baseada nessa inovadora pesquisa, Dr. Brian Hare criou uma série de jogos para ajudar você a entender a companhia canina. Dr. Hare conhece cachorros que auxiliam pessoas com estresse pós-traumático, com distúrbios neurológicos e que guiam cegos.
Conheça o Programa
livre
REPORTER ECO

REPÓRTER ECO 1295

OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A EDUCADORA E MUSICÓLOGA QUE PESQUISA A CULTURA DA INFÂNCIA E AS CANTIGAS, BRINCADEIRAS E BRINQUEDOS. VOCÊ TAMBÉM ACOMPANHA O ESTUDO INTERNACIONAL QUE COMPROVA A RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DESMATADAS. E AINDA , ESPECIALISTAS ALERTAM PARA O PERIGO DE CERTAS PLANTAS CULTIVADAS EM CASA: APESAR DE BELAS, VÁRIAS ESPÉCIES PODEM SER TÓXICAS E PROVOCAR DESDE ALERGIAS ATÉ A MORTE . CIENTISTAS DESCOBRIRAM QUE AS FLORESTAS TROPICAIS PODEM SE REGENERAR , MAS, COM PERDA DE BIODIVERSIDADE. E , A PESQUISADORA LYDIA HORTÉLIO, APAIXONADA PELO UNIVERSO LÚDICO DA CRIANÇA, É HOMENAGEADA EM EXPOSIÇÃO DO ITAÚ CULTURAL, EM SÃO PAULO.
Conheça o Programa
n
ILHAS OCULTAS DA AUSTRÁLIA

ILHA DE FRASER

Apenas ao sul da Grande Barreira de Corais e do Trópico de Capricórnio, Fraser Island fica como um lagarto. Com 120 quilômetros de comprimento e 25 quilômetros de largura, a Ilha Fraser é hoje a maior ilha de areia da Terra. De alguma forma sobre este solo de areia pobre em nutrientes, a vida prosperou. Os dingos patrulham suas florestas em busca de wallabies, enquanto as águias-de-barriga-branca vasculham as praias de cima. Dos lagos para as florestas e seus riachos cristalinos - Fraser Island é um mosaico único de habitats improváveis que lhe rendeu status de Patrimônio Mundial.
Conheça o Programa
livre
MATÉRIA DE CAPA

MATÉRIA DE CAPA 328 - SEMPRE JOVEM

EM QUE MOMENTO DA VIDA AS PESSOAS COMEÇAM A SE FECHAR PARA O NOVO? AGARRAM-SE A COSTUMES, HÁBITOS E IDEIAS ADQUIRIDAS NA JUVENTUDE OU NO COMEÇO DA VIDA ADULTA E REJEITAM TUDO QUE CHEGA COM OS NOVOS TEMPOS. A CERTA ALTURA DA VIDA, AS PESSOAS ESTÃO OUVINDO AS MESMAS MÚSICAS DE DÉCADAS ATRÁS, FREQUENTANDO OS MESMOS RESTAURANTES E VIAJANDO PARA OS MESMOS LUGARES. MANTER A MENTE JOVEM É UM DESAFIO PERMANENTE. PARA ISSO, É IMPORTANTE ESTAR ABERTO ÀS MUDANÇAS E AOS SINAIS DE PERIGO. AINDA NESTA EDIÇÃO DO MATÉRIA DE CAPA: SERÁ QUE É POSSÍVEL TURBINAR A INTELIGÊNCIA? A QUE HORA DO DIA O CÉREBRO FUNCIONA MELHOR E DÁ RESPOSTAS MAIS RÁPIDAS. NO MATÉRIA DE CAPA DESTA EDIÇÃO.
Conheça o Programa
livre
#PROVOCAÇÕES

#PROVOCAÇÕES - 14 - ROBERTO MANGABEIRA UNGER

O FILÓSOFO ROBERTO MANGABEIRA É O PROVOCA DO PROGRAMA. ABERTURA: Em 1974, um economista brasileiro, Edmar Bacha, popularizou a fábula da Belíndia, um país fictício com a prosperidade e impostos da Bélgica e a miséria e imensidão da Índia. uma metáfora para o Brasil: um país dividido entre os ricaços e a miséria absoluta. O meu convidado de hoje também parece dividido em dois, já no nome, Ele é Unger, do pai alemão naturalizado norte-americano, e um brasileríssimo Mangabeira, da mãe de família de políticos tradicionais da Bahia. é o filósofo Roberto Mangabeira Unger. de 1974 pra cá Bélgica e Índia se reinventaram, e o Brasil?
Conheça o Programa
10
METROPOLIS

METRÓPOLIS 2019 - DOMINGO 379 - 18/08/2019

NO METRÓPOLIS DESTE DOMINGO O FILME ESCOLA DO ROCK VIROU MUSICAL, E CHEGOU AO BRASIL. VAMOS CONHECER OS BASTIDORES DA MONTAGEM. MANOEL CORDEIRO, O REI DA GUITARRADA, LANÇA O PRIMEIRO VIDEO DA CARREIRA SOLO. YOUTUBERS. QUEM SÃO ELES? PORQUE ESSE FENÔMENO? WOODSTOCK CINQUENTA ANOS. UM FESTIVAL QUE MARCOU A MÚSICA E A SOCIEDADE.
Conheça o Programa
livre
CAMAROTE 21

CAMAROTE 21 - 149 - ESPECIAL FLORES (PODE SER REPRISADO)

Confira os destaques desta edição: - Fotógrafo holandês faz colagens digitais de natureza morta inspiradas na pintura flamenga do século 17. - Confira as instalações e arranjos florais de Daniel Ost, o florista da realeza belga. - As flores mais famosas da história da arte: "Os Girassóis", de Van Gogh. - O ouro perfumado da Bulgária: óleo essencial da rosa damascena, produzido na região, é o mais valioso do mundo. - Floração das amendoeiras é atração turística na ilha de Maiorca, na Espanha. - E uma visita ao ateliê culinário Von Blythen, especializado em gastronomia floral.
Conheça o Programa
livre
GENIUS II - PICASSO

GENIUS II - PICASSO - 07

Na esteira da Segunda Guerra Mundial, Picasso mais velho (Antonio Banderas) se junta ao Partido Comunista e se esforça para conciliar sua arte com seus ideais políticos. Assombrado por um caso de amor condenado do seu passado, ele falha em suas responsabilidades para com Françoise Gilot (Clémence Poésy).
Conheça o Programa
16
CAFÉ FILOSÓFICO 2019

REDEFINIÇÃO DO HUMANO: IMPACTOS DA TECNOLOGIA

CF11: A REDEFINIÇÃO DO HUMANO – IMPACTOS DA TECNOLOGIA Com LUIZ ALBERTO OLIVEIRA - físico Conseguir compreender e poder explorar a composição, em escala microscópica, de todo tipo de sistema material, foi uma das mais significativas consequências da revolução científica do início do século XX. Essa tecnologia do infinitesimal nos deu a capacidade surpreendente de intervirmos e manipularmos as formações e funções de moléculas, átomos e partículas. No entanto, desaparecem ou se tornam irrelevantes, diversas categorias que fazem parte do nosso quotidiano – por exemplo, as distinções entre natural e artificial, interior e exterior, sujeito e objeto. Estamos diante de um novo paradigma: a redefinição do humano. Quais as possibilidades que se abrem de transformação nas dimensões ética, política e subjetiva de nosso existir?
Conheça o Programa
livre
SALA DE CINEMA

TERRA DEU, TERRA COME

Pedro de Almeida, garimpeiro de 81 anos de idade, comanda como mestre de cerimônias o velório, o cortejo fúnebre e o enterro de João Batista, que morreu com 120 anos. O ritual sucede-se no quilombo Quartel do Indaiá, distrito de Diamantina, Minas Gerais. Com uma canequinha esmaltada, ele joga as últimas gotas de cachaça sobre o cadáver já assentado na cova: “O que você queria taí! Nós não bebeu ela não, a sua taí. Vai e não volta pra me atentar por causa disso não. Faz sua viagem em paz”. Dessa maneira acaba o sepultamento de João Batista, após 17 horas de velório, choro, riso, farra, reza, silêncios, tristeza. No cortejo, muita cantoria com os versos dos vissungos, tradição herdada da áfrica. Descendente de escravos que trabalhavam na extração de diamantes, nas Minas Gerais do tempo do Brasil Império, Pedro é um dos últimos conhecedores dos vissungos, as cantigas em dialeto banguela cantadas durante os rituais fúnebres da região, que eram muito comuns nos séculos 18 e 19. Garimpeiro de muita sorte, Pedro já encontrou diamantes de tesouros que foram enterrados pelos antigos na região de Diamantina. Mas, o primeiro diamante que encontrou, há 70 anos, o tio com quem trabalhava o enterrou e morreu sem dizer onde. Depois disso, viveu sempre em uma sinuca: para reencontrar o diamante só se invocasse a alma de seu tio João dos Santos. “Você precisa ver que botão de mágoa, era um diamante e tanto” Como em um conto de Guimarães Rosa, ao conduzir o funeral de João Batista, Pedro desfia histórias sofisticadas, carregadas de poesia e significados metafísicos, que nos põem em dúvida o tempo inteiro. João Batista tinha pacto com o Diabo? O Diabo existe? Ele está no filme? Estamos sozinhos, ou as almas também estão entre nós? Será que Minas está repleta de tesouros escondidos e almas que pairam a vigiá-los? A atuação de Pedro e seus familiares frente à câmera nos provoca pela sua dramaturgia espontânea, uma potente auto-mise-en-scène. No filme, não se sabe o que é fato e o que é representação, o que é verdade e o que é mentira, o que é cinema e o que é vida, o que é africano e o que é mineiro, brasileiro. E ao sepultar João Batista, Pedro nos aponta a morte eminente de várias tradições africanas que foram parar na região de Diamantina. Ali, ele é o último conhecedor dessas tradições. Depois de passar a vida cantando a despedida dos mortos, como faziam seus ancestrais africanos, ele corre o risco de ser enterrado calado – em silêncio –, ao contrário de uma tradição de séculos.
Conheça o Programa
livre
CANTEIRO DE OBRAS

CANTEIRO DE OBRAS (2013)

Canteiro de Obras 2013 é um filme de Kiko Goifman e Jurandir Muller que aborda sob várias perspectivas o ano da São Paulo Companhia de Dança permeado por três grandes temas – amor, vida e morte – em obras como Romeu e Julieta (2013), de Giovanni di Palma; Petite Mort (1991), de Jirí Kylián; Por Vos Muero (1991), de Nacho Duato; e Peekaboo (2013), de Marco Goecke. No filme você também poderá ver trechos de outras coreografias do repertório da SPCD.
livre
RETRATOS DE FÉ

RETRATOS DE FÉ - 16 - CANDOMBLÉ - TEMP I

Em Salvador, Bahia, “Retratos de Fé” visita o terreiro do Gantois, fundado em 1849, onde Mãe Ângela destaca a trajetória do Candomblé e explica costumes e tradições da religião secular. Em Olinda, Pernambuco, um Oxaguian de 17 anos, descreve seu dia-a-dia no candomblé, apresenta o terreiro e faz uma apresentação de afoxé. Em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, um praticante conta o que mudou na sua vida depois que fez santo em uma comunidade de terreiro.
Conheça o Programa
livre
TRAJETÓRIAS

MARTINHA

Cantora e compositora, foi apelidada de "Queijinho de Minas" pelo rei Roberto Carlos que gravou várias de suas canções. Com o declínio da Jovem Guarda, passou a utilizar em seu repertório músicas românticas e participou de festivais internacionais em vários países da América Latina. Ganhou todos os prêmios possíveis no país, e muitos outros no exterior. Como compositora conseguiu grande êxito, tanto com cantores da Jovem Guarda como com os sertanejos e contabiliza mais de 4 mil gravações. O Trajetórias apresenta, em primeira pessoa, a história de Martinha! Entrevistadores: Luis Antônio Giron, Maíra Zimmermann, Rafal Righini e Vilmar Bittencourt
livre
SERTÃO DE DENTRO

02 - A TERRA

GERALDO NOS MOSTRA UM ENSAIO SOBRE OS 200 ANOS DE LUTA PELA POSSE NO SERTÃO, ENTREVISTANDO INTEGRANTES DO MOVIMENTO SEM-TERRA, UM HISTORIADOR E UM FAZENDEIRO.
livre
REPORTER ECO

REPÓRTER ECO 1295

OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A EDUCADORA E MUSICÓLOGA QUE PESQUISA A CULTURA DA INFÂNCIA E AS CANTIGAS, BRINCADEIRAS E BRINQUEDOS. VOCÊ TAMBÉM ACOMPANHA O ESTUDO INTERNACIONAL QUE COMPROVA A RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DESMATADAS. E AINDA , ESPECIALISTAS ALERTAM PARA O PERIGO DE CERTAS PLANTAS CULTIVADAS EM CASA: APESAR DE BELAS, VÁRIAS ESPÉCIES PODEM SER TÓXICAS E PROVOCAR DESDE ALERGIAS ATÉ A MORTE . CIENTISTAS DESCOBRIRAM QUE AS FLORESTAS TROPICAIS PODEM SE REGENERAR , MAS, COM PERDA DE BIODIVERSIDADE. E , A PESQUISADORA LYDIA HORTÉLIO, APAIXONADA PELO UNIVERSO LÚDICO DA CRIANÇA, É HOMENAGEADA EM EXPOSIÇÃO DO ITAÚ CULTURAL, EM SÃO PAULO.
Conheça o Programa
n
DOC TV II

SANTA DICA DE GUERRA E FÉ (GO)

No dia 13 de abril de 2005 comemorou-se o centenário da Santa Dica. O documentário propõe a busca pela história, pouco conhecida, dessa líder religiosa e política, uma mulher à frente do seu tempo. Ela foi a única expressão, em Goiás, de movimento messiânico, ocorrido em várias regiões do Brasil. Foi, também, a única mulher a enfrentar publicamente e com força política o coronelismo goiano. O diretor mostra, utilizando a linguagem do cinema direto, a polêmica e a influência que a figura dessa mulher ainda causa, após 35 anos de sua morte.A equipe foi subdividida em dois grupos para as gravações, passando por várias cidades - Jaraguá, Goianésia, Pirenópolis, Vila Propício e alguns distritos de cidades goianas. Foram utilizadas duas câmeras digitais, uma com ênfase no entrevistado e a outra, direcionada para a dinâmica dos acontecimentos em torno do momento registrado. A história da Dica é marcada por um sincretismo religioso latente e muitas curas. Num terreiro de umbanda, em Aparecida de Goiânia, o “padrinho” de santo Willian Sérgio, nascido pelas mãos da “madrinha” Dica, construiu uma templo especial para as entidades espirituais que se manifestavam na Santa.Surpreendentemente, a equipe encontrou no terreiro um evangélico, da Assembléia de Deus, batizado há cinco anos, com uma foto de Santa Dica no bolso. Ele estava lá para reverenciá-la.Na casa onde Dica atendia pessoas com enfermidades, funciona, atualmente, um centro para reuniões de assistência espiritual, dirigido por Divina Soares, que se auto-intitula sucessora de Santa Dica, e, também, possui dons especiais. Isso causa polêmica na cidade e entre os familiares da milagreira.
Conheça o Programa
10
LETRA LIVRE

LETRA LIVRE 25

• Gloria: como a gente acabou de ver, você se tornou reconhecida por livros sobre etiqueta, moda e comportamento: por que hoje esses temas fazem parte da pauta não apenas de pessoas ligadas à alta sociedade e ao circuito da moda, mas de pessoas voltadas à discussão da cultura?• Olgaria: isso faz parte do projeto da modernidade, de fazer também da vida pessoal uma performance estética, uma obra de arte? (lembrar Benjamin e Michel Onfray, A escultura de si)• Gloria: quem dita a etiqueta e o bom gosto? é sempre a classe dominante? • Olgaria: como você vê a apropriação dos valores estéticos dos “excluídos” pela indústria cultural (relação entre o rock e cultura operária – como no caso dos punks – ou a influência dos rappers sobre a classe média)? Pergunta Jaime Pinsky para Olgária (intelectual público e circulação do saber)• Gloria: Por que no seu livro Chic[érrimo] você criou seções especialmente voltadas à etiqueta das celebridades?• Olgaria: o que seria uma etiqueta de “esquerda”?• Gloria: o fato de termos um presidente de origem operária alterou os parâmetros estéticos, tornou-os mais democráticos ou tolerantes? Pergunta Jaime Pinsky para Gloria (cultura intensifica elegância?) • Olgária: o conhecimento dos códigos culturais pode ser um instrumento de exclusão, como a etiqueta foi nas origens, no Antigo Regime? • Gloria: como você vê matérias que saem em revistas semanais dando dicas para se ter um verniz cultural em reuniões sociais, com dicas de autores/livros que é chic conhecer e citar? • Pergunta da plateia para Olgaria: No capítulo "O teatro do mundo: heróis míticos, revoluções históricas" do livro Adivinhas do tempo, citando Horkheimer, escreve em seu texto que as revoluções até hoje foram traídas porque não levaram em consideração a felicidade pessoal dos indivíduos. Pode-se dizer que o eterno equívoco dos movimentos revolucionários seria sempre ignorar a natureza desejante individual do homem em detrimento de um bem coletivo idealizado e utópico? Rogério Silva de Magalhães • Gloria: existe utopia no mundo da moda? • Olgaria: nós vivemos numa cultura do gozo. Em que medida esse imperativo do prazer é repressivo, normatizador?• Gloria: você tem um twitter seguido por mais de 10 mil pessoas. O que há de saudável ou de patológico, invasivo, nesses fenômenos de exposição da vida privada?• Olgaria: o filósofo Michel Foucault disse num ensaio que hoje a permissividade em relação à exposição do corpo, apesar de aparentemente libertária, exige que só se exponham corpos belos. Existe uma ditadura do belo?
Conheça o Programa
livre