Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

Divulgação
Divulgação Yara Frateschi no Café Filosófico

São Paulo, 23 de agosto de 2018 – Neste domingo (26/8), o Café Filosófico exibe a quinta palestra da série Grandes Intérpretes para Questões do Século XXI, intitulada Butler, Davis e Fraser: feminismo e democracia. Ministrado pela filósofa Yara Frateschi, o programa traz à luz questões sobre a emancipação e a luta das mulheres, assim como a reivindicação de seus direitos. Apresentada por Clarissa Kiste e Kiko Bertholini, a edição inédita vai ao ar às 21h, na TV Cultura, no YouTube e no app Cultura Digital.

Para entender os rumos da democracia, é fundamental considerar a emancipação feminina e todo o debate sobre os novos papeis dos gêneros. A partir da luta por voz, as mulheres trouxeram para o espaço público debates antes trancados no ambiente doméstico: a violência nos casamentos, a escolha de querer ou não ser mãe e a desigualdade de oportunidades. O feminismo começou a questionar o modelo único de vida para homens e mulheres, e as particularidades e desejos de cada indivíduo começaram a ser considerados.

Quando as mulheres reivindicam o direito de não serem condenadas ao seu gênero, elas abrem, para todos nós, novas possibilidades de estar no mundo. Nesta semana, o Café Filosófico debate sobre o pensamento de escritoras e ativistas como Judith Butler, Nancy Fraser, Angela Davis e Seyla Benhabib, que têm pautado discussões e questionamentos em torno de hierarquias e modos de funcionamento das democracias contemporâneas.

Sobre a série

A realidade parece ter se agigantado e proliferado por redes, impactando a subjetividade, as formas de agir, de pensar e de se relacionar. Há um excesso de sentidos e explicações que parecem impulsionar a percepção de uma insuficiência do indivíduo diante do mundo. A reflexão é a arma potente para reconstruir sujeitos, estimular novas formulações nestes tempos de vínculos efêmeros e de rápidas transformações; por isso, sob a curadoria do historiador e filósofo José Alves de Freitas Neto, a série traz especialistas como Leandro Karnal, Vladimir Safatle e Renato Janine Ribeiro para nos ajudarem a observar os impasses contemporâneos a partir do olhar de grandes intérpretes.