Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

Você sabe o quanto a cidade te adoece? Tem dimensão da forma com que o trânsito, a poluição, o ritmo de trabalho e a organização dos espaços urbanos impactam na sua saúde física e mental? Para se ter ideia, duas horas que uma pessoa passa no trânsito são equivalentes a um cigarro fumado por ela. Além de aspectos ambientais, como a poluição e a contagiosidade, há outros agravantes nas selvas de pedra. De forma geral, deixamos de nos alimentar de forma saudável e equilibrada, não praticamos exercícios físicos e priorizamos cada vez menos itens básicos para nossa sanidade, como o sono regular. Sem perceber, incorporamos sintomas de uma cidade que, caso diagnosticada, teria obesidade, calvice e bronquite crônica. Mas nem tudo está perdido. E são alternativas a esses problemas que o Cultura Digital pretende abordar com a estreia de seu primeiro programa, Urbanite, com o Dr. Paulo Saldiva, em 22 de novembro.

Primeiro projeto 100% digital da TV Cultura e disponibilizado exclusivamente no canal oficial da emissora no YouTube, Cultura Digital, o programa discute como a cidade interfere na saúde e na qualidade de vida de seus habitantes, tudo sob as reflexões do médico patologista, doutor, livre-docente e professor universitário. Ao longo de 12 episódios postados semanalmente, às quintas- feiras, serão tratados quatro temas gerais. São eles: poluição, obesidade, doenças mentais e contagiosidade, que se desdobram em questões específicas e itens que integram a rotina da população urbana.

Os temas são alvo de pesquisas que Saldiva vem desenvolvendo há anos e integram seu livro Vida Urbana e Saúde, que serviu de base para a criação do programa. Agora, no Urbanite, o médico retoma esses assuntos em linguagem e formato inusitados para falar com um público novo, que vem descobrindo diferentes modos de consumo de informação no digital. “Meu livro ia ser um bom indutor de sono para a maior parte dos jovens, isso aqui não, é uma linguagem completamente diferente”, diz Saldiva. Ele complementa afirmando que, de todas as experiências que teve no audiovisual, “essa foi a mais legal disparada”.

Ricardo Fiuza, diretor do Núcleo de Comunicação & Marketing Digital da TV Cultura, conta que será apresentado um programa com formato e linguagem diferentes do que habitualmente é produzido na televisão. “Buscamos atingir como público-alvo aqueles que estão fora da TV. Temos quase um milhão de seguidores no nosso canal do YouTube e queremos entregar um conteúdo diferenciado a eles, dentro do line-up da rede”, explica.

Totalmente idealizado e produzido pelo Cultura Digital, núcleo responsável pelas ações online da TV Cultura, o Urbanite é o primeiro de novos projetos exclusivos para o YouTube que estão em fase de incubação e devem integrar a grade on demand da emissora até março.

Muito embora os hábitos e as condições das grandes cidades, que propiciam o desenvolvimento de doenças e a baixa qualidade de vida, sejam, sem dúvida, um conteúdo que deva ser pensado com seriedade, está enganado quem pensa que, por isso, o programa segue um tom sério. Urbanite, assim como Saldiva, é leve e divertido. “Dizem que o ator tem que vestir o personagem. Aqui, eu tive que desvestir o professor, o indivíduo que é da academia nacional de medicina. Eu tive a liberdade de mostrar quem eu sou”, conta o doutor. Com um humor inteligente e cativante, o médico aproxima assuntos complexos do dia a dia das pessoas e faz delas parte importante das discussões sobre a saúde pública das cidades.

Além disso, as discussões promovidas pelo doutor em patologia mostram a importância da interdisciplinaridade para solucionar questões de saúde pública, que se mostram também itens de planejamento urbano, social e político. É principalmente neste ponto que o programa cruza com a principal missão da TV Cultura, uma vez que expande a visão sobre assuntos cotidianos e estimula o desenvolvimento crítico do cidadão.

Em seu Currículo Lattes, que traz o peso de experiências como membro do Comitê de Qualidade do Ar da Organização Mundial de Saúde (OMS), pesquisador do Departamento de Saúde Ambiental da Universidade de Harvard e diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP, Saldiva inclui as qualificações “ciclista e gaitista”. Ambas dizem muito sobre sua relação com a cidade de São Paulo – enquanto a bike é distração e até mesmo inspiração para os estudos sobre vida urbana, a gaita surgiu da necessidade de não enlouquecer no trânsito. E, como sua personalidade formata boa parcela do que é o programa, os dois elementos também estão presentes na produção que lhe confere agora o ilustre título de professor-youtuber.

Conhecedor de diversas cidades do mundo, o médico guarda um carinho diferente pela capital paulista: “eu não sou apaixonado por essa cidade por uma razão única. É mais ou menos como Gulliver e Lilliput – são vários fiozinhos que vão prendendo a minha alma”. O médico também ressalta que “São Paulo tem um atrativo: você nunca vai ser um outsider, um ponto fora da curva, porque todas as curvas cabem dentro dessa cidade”.