Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

Saber sobre o que é normal ou não durante e após o parto pode ajudar a tranquilizar as mães em um momento sempre repleto de dúvidas e medos. No Momento com o Especialista desta semana, os ginecologistas e obstetras Maria Elisa Noriler e Vamberto Maia respondem às dúvidas de mães sobre o parto e também sobre exercícios físicos no pós-parto.

É possível ficar restos de placenta dentro do útero após um parto normal? E uma outra pergunta: depois que rompe a bolsa, por quanto tempo o bebê pode permanecer na barriga antes do parto?

- Ednalva Ribeiro

Resposta: Olá, Ednalva! É muito difícil ficar restos de placenta após um parto normal ou cesariana, pois sempre revisamos a placenta quando existe algum grau de acretismo placentário (quando a parte da placenta fica aderida ao útero, realizamos uma curetagem a seguir do parto). Quanto ao tempo de rotura de bolsa amniótica durante o trabalho de parto, pode-se aguardar em torno de 24 horas, desde que o bebê esteja com boa vitalidade fetal e a paciente esteja em uso de antibióticos após 12 horas da rotura da bolsa.

- Dra. Maria Elisa Noriler

Tive neném há pouco tempo, três meses. Eu quero saber com quanto tempo eu posso voltar a fazer atividade física, como ir à academia, por exemplo.

- Barbara Anjos Laudim

Resposta: De uma forma geral, manter uma rotina de exercícios regulares antes, durante e depois da gravidez só traz benefícios. Lembro que, em alguns casos, essa atividade deve ser evitada, mas são casos específicos e devem ser discutidos com o médico. Após o parto, movimentar-se significa se livrar de alguns quilos extras ganhos durante a gravidez e ainda recompor os músculos. Em geral, os primeiros 10 dias são de pura adaptação, cicatrização das feridas e reconhecimento do novo “status” de mãe. Após 30 a 45 dias é possível retomar, ou mesmo iniciar, algumas atividades menos extenuantes e mais seguras. Com dois meses, a mulher está totalmente livre para voltar a desenvolver suas atividades físicas.

- Dr. Vamberto Maia

Saiba a respeito de outros cuidados recomendados na fase após o nascimento do bebê.

Envie você também a sua pergunta pelo e-mail: momento@papodemae.com.br.