Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

De acordo com a especialista, ler livros ilustrados e coloridos com a criança é uma forma de estimular a sua fala

Muitas mães ficam preocupadas com a demora de seus filhos para conversar e pronunciar as palavras corretamente. Mas, na maioria das vezes, a criança está dentro do tempo padrão para o desenvolvimento da fala, já que o processo envolve naturalmente algumas etapas. A fonoaudióloga Dra. Camila Mercantelli tira dúvidas sobre o assunto no Momento com o Especialista de hoje.

Pergunta: Olá, milha filha tem 2 anos e meio e ela conversa muito, só que não dá pra compreender o que ela fala. Devo procurar um médico?

- Natália

Resposta: Olá, Natália, tudo bem? Ainda não é preciso procurar um fonoaudiólogo. Aos 2 anos e 6 meses, a criança está em fase de aquisição e desenvolvimento da fala e da linguagem. Nessa fase, ela tem por volta de 150 a 200 palavras, e as frases já começam a conter elementos com duas ou três palavras mais longas. Para ajudar sua filha, aproveite todas as oportunidades para estimular a linguagem da pequena falando corretamente o nome das coisas. Mas lembre-se de não cobrar dela que repita a palavra corretamente. Dê o estímulo que, aos poucos, essa fala “entra nos eixos”.

Pergunta: Tenho um filho de um ano e três meses e ele praticamente não fala nada, ele só fala as iniciais das palavras, por exemplo: cá de casa, me de comer. Conversamos bastante em casa e ele tem uma irmã de 6 anos que fala com ele o tempo todo. Falo devagar pra ele repetir, mas na hora de formar a palavra só sai a metade.

- Andreia

Resposta: Oi Andreia, como vai? Vamos lá: esse comportamento de fala do seu filho é esperado para essa idade. A partir dos 18 meses, as crianças começam a combinar duas palavras (“mã au-au”: como se dissesse “mamãe olha o cachorro” ou “may leti”: dá mais leite). É importante continuar estimulando a fala e a linguagem dele, mantendo as conversas em família. Confira algumas outras dicas pra te ajudar: leia livros bem ilustrados e coloridos; incentive-o a brincar de jogos de imitação; use frases curtas; reforce as palavras novas ditas por ele; faça atividades próprias para a sua idade; e sempre converse sobre o que vocês estão fazendo quando estiverem juntos.


Pergunta: Meu filho tem 1 ano e 7 meses e não fala. Balbucia bastante, comunica-se do jeito dele, mas não fala. Ele não frequenta escolinha e é filho único. Preciso me preocupar? Preciso procurar um especialista?

- Taisa

Resposta: Olá, Taisa, tudo bem? Olha só, entre 12 /18 meses há um aumento rápido da compreensão e da capacidade de expressão da criança. A partir de 18 meses ela começa a combinar duas palavras [conforme a especialista explicou na resposta anterior]. Compreende ordens simples rotineiras e situacionais com duas ações. É importante perceber se seu filho age de acordo com a etapa e, no mais, se você tiver dúvida, procure um especialista que vai avaliá-lo e orientá-la sobre como estimular melhor a fala e a linguagem de seu príncipe.


Pergunta: Minha preocupação é a seguinte: até quando a criança pode ficar sem falar direito?

- Mônica

Resposta: Oi Mônica, como vai? Espera-se que até os 5 anos a criança já saiba pronunciar todos os sons da fala. Ou seja, até essa idade, “é comum” a criança trocar alguns sons ou omitir outros. Se essas “dificuldades” persistirem após essa idade, procure um especialista.

Envie você também a sua pergunta pelo e-mail: momento@papodemãe.com.br.