Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

Foto: Nadja Kouchi
Foto: Nadja Kouchi

O Ordem do Dia desta quinta-feira (17/9) fala sobre as questões acerca da delação premiada. Para dar mais detalhes sobre o assunto, o programa entrevista David Teixeira de Azevedo, advogado criminal e livre docente do Departamento de Direito Penal da USP. Vai ao ar às 23h30, na TV Cultura e no YouTube.

Os últimos acontecimentos políticos no Brasil deixaram as pessoas ainda mais apreensivas em relação aos esquemas de corrupções nacionais. Uma das maneiras dos escândalos virem à tona é por meio da delação premiada. Os defensores do processo afirmam que o aprofundamento de investigações nos últimos meses só foi possível graças a esse instrumento jurídico.

No entanto, a apresentação de provas materiais para dar embasamento às denúncias é, diversas vezes, questionada. Os acordos de colaboração podem ser desfeitos se forem descobertas omissões ou mentiras por parte do delator e, apesar de a colaboração premiada ter um padrão, os benefícios são negociados caso a caso.

Nesta edição, o advogado criminalista David Teixeira de Azevedo debate os acordos de leniência e o fechamento das delações premiadas por parte da Polícia Federal, do Ministério Público e do Banco Central.