Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

Bonecos com diferentes personalidades disputando um game show movido a perguntas curiosas: assim é o Tá Certo?, programa que a TV Cultura estreia na segunda-feira (11/9), às 20h30, com apresentação do humorista Warley Santana. A novidade vai ao ar de segunda a sexta-feira, com transmissão simultânea no YouTube.

A cada episódio, Tá Certo? reúne três competidores que disputam um prêmio intrigante e, às vezes, não muito convencional. Eles são desafiados a responder questões que variam entre temas de Tecnologia, Futuro, Gente e Natureza. Instigantes, as perguntas são feitas sempre por figuras conhecidas do cenário artístico, esportivo e intelectual, como Sérgio Mamberti, Raí, Daniel, Nasi, Fábio Porchat, Fafá de Belém, Maria Fernanda Cândido, Renato Teixeira, Rivellino e Zélia Duncan.

Por que a gente treme quando está com frio? O que acontece com o nosso corpo no horário de verão? Nossos gestos podem revelar o que estamos pensando? Por que nosso cérebro reage à TV como se fosse realidade? O papel pode ser tão duro como o aço? Perguntas como essas são lançadas aos participantes, que, à sua maneira, tentam acertar as respostas e vencer a competição do episódio. Nos vídeos que apontam se o boneco está certo ou não, o público se diverte e fica a par das respostas.

O programa reúne bonecos participantes de diferentes regiões, idades, profissões e níveis de escolaridade, como Dudu, Edmilson Som, Geisinha, Valtinho, Edwirges, Fafá, Bob e Dona Zilda. Quem também está sempre presente em cena é Tosco, um ET que veio do Mundo dos Monstros fazer um intercâmbio na Terra. No Tá Certo?, ele assume a função de diretor, contrarregra, cinegrafista... Um verdadeiro “faz tudo”! Os bonecos são manipulados e interpretados por nomes de referência, como André Milano (Sésamo e Cocoricó), Kelly Guidotti (Cocoricó e Sésamo) e Paulo Henrique (Que Monstro Te Mordeu? e Sésamo). A trilha sonora, por sua vez, fica a cargo da banda independente argentino-brasileira Guantas, com a animada música Countryside.

Com trinta minutos de exibição, os episódios são apresentados por Warley Santana, ator, humorista, tradutor, intérprete e ventríloquo. Ele se tornou nacionalmente conhecido durante sua participação no programa CQC, além de atuações em diversas produções, como publicidade, séries, curtas e longas-metragens. “O objetivo principal do programa é incentivar jovens e adultos a desenvolverem raciocínio e criatividade, além de despertar a curiosidade para temas do cotidiano”, explica ele.

Para o presidente da TV Cultura, Marcos Mendonça, a estreia da atração dá continuidade à tradição da emissora de levar ao ar programas que estimulem a curiosidade e o interesse por novos conhecimentos: “a televisão brasileira carece hoje de um programa familiar, capaz de informar, divertir e educar várias gerações. Vimos esse potencial no Tá Certo?. O uso de bonecos no formato de game show permite que perguntas cheguem até as pessoas de forma leve, incentivando-as a aprender mais sobre diferentes temas”.

Segundo Marcos Amazonas, idealizador do projeto, “as perguntas que movem o programa são surpreendentes e inusitadas para aguçar a curiosidade do público. E a liberdade que os bonecos possuem ao respondê-las proporciona um resultado que os torna um pouco transgressores, por meio de um humor leve, divertido, ideal para toda a família”.

Tá Certo? é um programa da Libertà e tem direção assinada por Léo Liberti. O presidente Marcos Mendonça também reforça a importância de fomentar a produção independente: “abrigar em nossa grade atrações nacionais de qualidade, selecionadas de maneira plural e democrática, é uma das missões da TV Cultura”.