Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

O Quintal da Cultura apresenta a Semana do Brasil, em homenagem ao Dia da Independência. A partir do dia 4 de setembro, Doroteia, Ludovico, Osório, Quelônio e Minhoquias protagonizam divertidas aventuras com personalidades que marcaram a história do País: Heitor Villa-Lobos, Carmen Miranda, Santos Dumont, Dom Pedro I e Maria Quitéria.

Na segunda-feira (4/9), Doroteia encontra na biblioteca um misterioso livro, Personalidades Históricas em Apuros, que traz do passado Heitor Villa-Lobos, figura ilustre da história do Brasil. Nesse episódio, Ludovico se transforma no personagem, um dos mais importantes compositores brasileiros, nascido em 5 de março de 1887. Com direito a composições como Trenzinho do Caipira e instrumentos musicais, a turma terá que ajudá-lo a sair de uma difícil crise criativa: Villa-Lobos precisa voltar a compor para não desistir da carreira.

Mais uma personalidade histórica surge no Quintal na terça-feira (5/9). Eis que Doroteia, após a leitura do mesmo livro que deu vida a Villa-Lobos, aparece cantando O que é que a baiana tem e se transforma em Carmen Miranda. Considerada uma das cantoras e atrizes mais famosas de seu tempo, a artista nasceu no dia 9 de fevereiro de 1909, em Portugal, mas veio para o Brasil ainda bebê. Desta vez, a turma terá que dar força para a “Pequena Notável” superar as críticas e perseverar nos palcos. Para isso, vale até mesmo aplicar um teste de brasilidade para a cantora.

A Semana do Brasil apresenta, na quarta-feira (6/9), mais uma incrível aventura. Como a turma decide não parar de ler o livro Personalidades Históricas em Apuros, Osório acaba se tornando o grande inventor e aeronauta Alberto Santos Dumont. Nascido em 20 de julho de 1873, ele criou um dirigível com o qual voou em torno da torre Eiffel, em Paris, em 1901. Ficou conhecido, principalmente, por ter construído aquele que muitos consideram como o primeiro avião do mundo: o famoso 14-Bis. Santos Dumont entra no Quintal segurando vários papéis com desenhos de seus projetos: balões, dirigíveis e aviões. Só que ele não acha respostas para a construção de sua nova invenção. Resta à trupe solucionar esse problema e ganhar a chance de trabalhar no mais novo projeto do Pai da Aviação.

No feriado de Independência do Brasil, no dia 7 de setembro (quinta-feira), quem mais, além de Dom Pedro I, poderia sair do livro? Ludovico se transforma no jovem príncipe regente do Brasil que, em 1822, proclamou a independência do País. O Brasil se tornou livre de Portugal e ele se consagrou como o imperador Dom Pedro I. Nesta história do Quintal, Dom Pedro está com dor de barriga e desesperado para encontrar sua “chaises-percées”, para aliviar o problema. Além disso, ele perdeu sua espada. A turma terá que encarar mais uma missão, para que o querido imperador não deixe de existir na história do Brasil.

A Semana do Brasil termina na sexta-feira (8/9). O livro mágico traz do passado mais uma personalidade em apuros, uma verdadeira heroína brasileira: Maria Quitéria. Doroteia se transforma nela, que está inconformada por não poder se juntar aos Voluntários do Príncipe, que ajudam Dom Pedro a fazer do Brasil um país livre e independente, justamente por ser mulher. Mas Maria Quitéria não se conforma e decide que o mundo precisa aprender a confiar no talento e no poder das meninas. Ludovico e Osório resolvem propor alguns desafios a ela, como jogar futebol e xadrez, além de correr uma maratona e conhecer o potencial da heroína da Independência.

Serviço

Quintal da Cultura – Semana do Brasil

De 4 a 8 de setembro, às 17h30

Segunda-feira: Heitor Villa-Lobos

Terça-feira: Carmen Miranda

Quarta-feira: Alberto Santos Dumont

Quinta-feira: Dom Pedro I

Sexta-feira: Maria Quitéria