Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 11.544 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Acontece

Após os longos nove meses de espera pelo bebê, ele finalmente chega. Agora, é a hora de aprender suas manias e encarar os grandes desafios da amamentação. Nesse momento, surgem também diversos questionamentos sobre os cuidados necessários durante esse período, que levam muitas mulheres a um estado de medo e incerteza. Para esclarecer essas dúvidas e aliviar os corações acelerados, a pediatra Rafaella Calmon responde a perguntas e traz dicas às mamães que acompanham o Momento com o Especialista.

Pergunta: Meu bebê tem 2 meses e está um pouco agitado ao mamar. Eu insisto, mas está complicado, ele fica se espremendo e resmungando. Além disso, toda vez que ele faz cocô ele chora muito, em vez de se sentir aliviado.

– Danielle

Resposta: Danielle, talvez alguma coisa na amamentação, como a posição, esteja incomodando ele. É necessária a avaliação da mamada mais criteriosa pelo pediatra, e talvez a ajuda de uma consultora também possa ajudar bastante vocês. A dificuldade para evacuar pode ser multifatorial, e deve ser vista pelo pediatra em consulta para examiná-lo e tentar entender a causa da dificuldade.


Pergunta: Meu bebê vai fazer um mês e não consegui amamentar. Será que ainda consigo? Meus seios ficaram machucados antes de sair da maternidade e, além disso, foram muitas visitas e muita pressão. Acabei dando a mamadeira e estou constrangida, me sentindo muito culpada.

– Elisângela

Resposta: Elisangela, não se sinta culpada pois já existe uma pressão enorme para tudo após a gente ter um bebê, não é mesmo? A pega do bebê devia estar inadequada, o que acabou fazendo as lesões no seu seio. Mesmo com a mamadeira, ainda dá tempo, sim. Você precisa de apoio e orientação de um profissional para adequar a mamada e talvez uma consultora de amamentação ou do pessoal do banco de leite.

Pergunta: Tenho uma filha de 10 meses e que mama no peito, mas come muito pouco, apenas belisca a comida. O que eu posso fazer pra influenciar ela a se alimentar melhor?

– Michaelli

Resposta: Michaelli, primeiramente, acho que vale a pena te contar que o leite materno é a principal fonte de alimentação do bebê até os 12 meses. A introdução alimentar é um processo que se inicia aos 6 meses, mas que vai se estendendo até os 2 anos de idade. Não tenha pressa ou fique ansiosa com isso. Talvez a forma de apresentar o alimento possa ser modificada. Deixe o bebê pegar na comida, levar até a boca sozinho e explorar mais.


Pergunta: Tenho um filho de 3 anos que se chama Arthur e ele ainda mama, sobretudo para dormir. Eu não consigo colocá-lo para dormir se não amamentando! Gostaria de saber quais técnicas para tirar esse hábito. Outra questão é em relação a ir ao banheiro: ele consegue fazer xixi sozinho no banheiro, porém não consegue fazer o número dois se não for na fralda. Já comprei adaptador de privada e ele só fez uma vez, disse que não quer mais. Além disso, há uma atenuante, ele está tendo muita constipação. No entanto, quando ele sente vontade de fazer número dois, ele não deixa sair e, por conta disso, acabo usando o supositório de glicerina recomendado pela médica do hospital no qual passei. Estou dando leite de magnésia também.

– Raiza

Resposta: Raiza, o desmame deve ser natural para você e para ele. Se você tem certeza que quer mesmo parar, converse com o seu bebê. Durante a noite você pode oferecer água no copo para ele, pois é muito frequente que o bebê tenha sede. Aos poucos, ele vai entendendo, mas tem que ser o mais natural possível. Quanto à constipação, me parece que ele está assim mais por estar "prendendo" o cocô pelo medo, do que pelo quadro de verminose, etc. Acho que você precisa levá-lo no pediatra para uma avaliação de rotina, já que tem feito conduta orientada em pronto socorro, que não é o ideal. Após essa avaliação completa, pode ser dada uma conduta adequada para o caso.


Pergunta: Minha filha tem 1 ano e oito meses e ainda acorda 3 vezes à noite para mamar no peito. Por isso, acaba não comendo direito a comida de sal e não quer mais a mamadeira. O que faço para melhorar isso?

– Silvana

Resposta: Silvana, não creio que o fato da sua bebê mamar à noite seja a razão para ela não aceitar a comida. Ela não deve estar querendo a mamadeira pois prefere o seu leite mesmo. Talvez você deva conversar com o pediatra dela sobre mudanças na rotina alimentar, além de uma avaliação física, e procurar uma nutricionista infantil para adequar melhor a dieta de sua bebê.


Pergunta: Olá! Hoje minha bebê completa 1 mês e sou mãe de primeira viagem. Elamama muito picado várias vezes ao dia, e cada mamada dura no máximo 7 minutos. É normal ou é possível criar uma rotina mesmo com bebês recém nascidos? Parabéns pelo programa.

– Thaís

Resposta: Thaís, isso é o que chamamos de livre demanda. O bebê mama com bastante frequência mesmo. É super normal, além disso, não existe "rotina" de seio materno com bebê, principalmente com os menores. Quem demanda a necessidade do seio é o próprio bebê.


Também tem dúvidas? Mande para o e-mail momento@papodemãe.com.br.
Imagens: Reprodução.